A campanhacampanha da sonadiets contra a malária chega à segunda escola primária

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, cerca de 90% dos casos de malária no mundo ocorrem na África Subsaariana e em Angola, em particular na província de Luanda, uma das regiões mais severamente afetadas. Durante a primeira metade de 2018, um novo surto da doença em Angola resultou em pelo menos 1,5 milhões de casos de malária e cerca de 4000 mortes registadas. Este novo surto conduziu a Sonadiets – uma joint venture entre a Dietsmann e a Sonangol – a lançar a Campanha de Conscientização contra a Malária com o tema “Lutar contra a Malária”.

A campanha foi lançada a 5 de setembro na Escola Primária Kilungi Kiami em Luanda, Cacuaco. No dia 10 de novembro de 2018, a campanha chegou à segunda-escola – a escola primária El-Shaddai no Bairro Cazenga, subúrbio de Luanda.

O objetivo da campanha nas salas de aula é de aumentar a conscientização para esta doença que está a causar a morte de muitas crianças na província de Luanda. A sessão matinal focou-se na informação às crianças sobre os riscos da malária e sobre as medidas preventivas para lutar contra esta doença. A sessão da tarde focou-se nas perguntas que as crianças tinham efetuado relativamente ao uso de redes mosquiteiras.

No final do dia, todos recebem uma cópia da brochura da Luta Contra a Malária, bem como redes mosquiteiras com tratamento contra os mosquitos.
O dia da campanha na escola El-Shaddai foi presenciado pela gestão da escola, inclusive o presidente Adão Temotio, o diretor António e Sebastião Kinanga, Responsável de HSEQ da Sonadiets, bem como de membros da comunidade local.