Uma história assente numa manutenção de confiança

A Dietsmann, na pessoa do seu Presidente e diretor executivo, Peter Kutemann, visitou Angola pela primeira vez em abril de 1984 e assinou o primeiro contrato para a operação e manutenção do Bloco 2 de Lombo East e Bagre da Texaco em 1986. A história da Dietsmann em Angola tinha começado. A Dietsmann Angola, contratou os seus primeiros funcionários angolanos e enviou-os para a escola de formação de Sumba para que pudessem, a seu tempo, substituir os técnicos expatriados.

O emprego e formação de trabalhadores locais foi sempre uma das estratégias da Dietsmann em todos os países nos quais a Empresa se encontra ativa. Consequentemente, com a possibilidade de um acordo de paz, a Dietsmann propôs a formação de um empreendimento conjunto para a operação e manutenção com a empresa petrolífera nacional de Angola, a Sonangol. Em 1999, Peter Kutemann, o Presidente e diretor executivo da Dietsmann e o Dr. Manuel Vicente, Presidente da Sonangol, assinaram o acordo para a constituição da SONADIETS – um dos primeiros empreendimentos conjuntos entre uma empresa internacional de serviços petrolíferos e uma empresa petrolífera nacional. Desde então, a SONADIETS realiza todas as atividades de manutenção de instalações energéticas do Grupo Dietsmann em Angola.

Entre 2001 e 2009

A SONADIETS obteve e executou contratos de operação e manutenção para uma série de clientes, incluindo a Sonangol, Esso e Total e locais incluindo Kizomba A&B, SONANGOL Bloco 2&3 e KCA DEUTAG Bloco 14.

Em junho de 2010

A Total E&P Angola adjudicou à SONADIETS Contratos de Manutenção Geral de longa duração e Engenharia da Manutenção para a nova FPSO (produção flutuante, armazenamento e descarga) de vanguarda da Total “Pazflor”.

Em fevereiro de 2011

O inovador centro de formação da Empresa foi aberto no distrito de Morro-Bento da cidade capital de Angola, Luanda. Em março abriram oficialmente os novos escritórios da SONADIETS no centro de Luanda.

O contínuo elevado padrão da SONADIETS na execução do contrato de Manutenção Geral da FPSO Pazflor levou a Total E&P Angola a adjudicar o contrato para a FPSO de águas profundas parente altamente sofisticada de Pazflor – ‘Clov’. Este contrato, assinado em Agosto de 2012, confia à Sonadiets não só a Manutenção Geral, mas também a revisão do Plano de Engenharia da Manutenção e a edição do Procedimento de Manutenção.

Em 2012

A SONANGOL P&P tornou-se o terceiro maior cliente da SONADIETS com a adjudicação do contrato para os Blocos 2 e 3.

Durante 2013

A expansão e/ou extensão de contratos contínuos resultaram num aumento significativo das atividades de manutenção da SONADIETS.

Em julho de 2014

A Repsol Angola concedeu à SONADIETS um contrato de suporte técnico externo para o campo do Bloco 22 Pré-Salt ao largo da costa de Angola. Prevê-se que as atividades de perfuração comecem durante o 4.º trimestre de 2014.